Por que multidisciplinar?

Anestesiologia

Estuda e proporciona ausência ou alívio da dor e outras sensações ao paciente que necessita realizar procedimentos médicos, como cirurgias ou exames diagnósticos, identificando e tratando eventuais alterações das funções vitais.
No COM, o serviço de anestesia engloba não só o período intra-operatório, bem como os períodos pré e pós-operatórios, realizando atendimento ambulatorial para avaliação pré-anestésica e assumindo um papel fundamental pós-cirúrgico imediato. No acompanhamento da evolução do paciente tanto nos serviços de recuperação pós-anestésica e unidades de terapia intensiva quanto no ambiente da enfermaria até o momento da alta hospitalar.

Cardiologia

Responsável pelo diagnóstico e tratamento das doenças que acometem o coração bem como os outros componentes do sistema circulatório. A obesidade é condição agravante para doenças cardiovasculares, por isso, fica à cargo do cardiologista, a avaliação das condições clínicas e cardiológicas do paciente no pré-operatório. Nesta fase, as doenças associadas são controladas e as doses de medicamentos usados são ajustadas para minimizar o risco do procedimento. Esse profissional realiza ainda a avaliação do risco cirúrgico e, para pacientes mais graves, realiza ainda, o acompanhamento no pós-operatório imediato. Com o emagrecimento, muitas co-morbidades (hipertensão e diabetes) melhoram ou ficam curadas, assim sendo o clínico ou cardiologista controlam a progressiva redução das doses ou a suspensão dos medicamentos usados para controle destas doenças.

Cirurgia

É a parte do processo terapêutico em que o cirurgião realiza uma intervenção manual ou instrumental no corpo do paciente. Esta especialidade abrange o tratamento cirúrgico das doenças que afetam os órgãos do aparelho digestivo, que não são susceptíveis ao tratamento clínico ou que não responderam ao mesmo. No COM os procedimentos bariátricos e metabológicos ocorrem através da Banda Gástrica, Gastroplastia (Fobi Capella), Cirurgia de Scopinaro, Switch Duodenal, Sleeve Gastresctomia e técnicas desenvolvidas por via convencional ou laparoscópica.

Cirurgia Plástica

É o ramo da cirurgia que trabalha com a restauração, reconstrução ou melhoria de estruturas defeituosas, danificadas ou inexistentes. São muitos os procedimentos indicados também para as correções estéticas, entre eles, a lipoaspiração, prótese de mama, mamoplastia redutora e abdominoplastia. O cirurgião plástico tem papel fundamental no pós-operatório tardio e normalmente atua dezoito a vinte e quatro meses após a cirurgia bariátrica. Tem como função principal reconstruir e reparar os excessos de pele decorrentes do emagrecimento, proporcionando melhoria estética e funcional, promovendo o aumento da auto-estima.

Clínica Médica

Também conhecida como medicina interna, é a especialidade que trata de pacientes adultos, atuando principalmente em ambiente hospitalar. Inclui o estudo das doenças não cirúrgicas, não obstétricas e não ginecológicas, sendo a especialidade médica a partir da qual se diferenciaram todas as outras.

Endocrinologia

Estuda o funcionamento dos hormônios no organismo humano. Como existem receptores hormonais em praticamente todas as células do corpo, a fisiologia no homem sofre grande influência dos hormônios. Raramente, alterações endocrinológicas são responsáveis pela obesidade. Na maioria dos casos, a própria obesidade agrava ou é a causa de doenças como o diabetes. O endocrinologista é importante para detectar e tratar esses problemas, confirmar a dificuldade do tratamento clínico e opinar em relação à técnica cirúrgica mais adequada. Ele também é responsável pelo controle clínico e metabólico no período pós-operatório, a curto, médio e longo prazos quando os pacientes são diabéticos. Com o emagrecimento, doenças endócrinas, como o diabetes e algumas patologias da tireóide tendem a melhorar. A redução ou suspensão dos medicamentos para controle desses distúrbios são realizadas por este profissional.

Endoscopia

Trata-se de uma especialidade médica que se ocupa de obter imagens médicas diagnósticas, utilizando-se de um endoscópio. No pré-operatório, a endoscopia é utilizada para diagnóstico de alterações que contra-indiquem ou impeçam o procedimento cirúrgico ou imponham um tratamento prévio. No pós-operatório, serve para avaliação de sintomas e do próprio procedimento realizado, além de, eventualmente, atender a procedimentos terapêuticos. Ela é também utilizada para colocação e retirada do Balão Intragástrico (BIB).

Enfermagem

É a arte de cuidar e também uma ciência cuja essência e especificidade é o cuidado ao ser humano, individualmente, na família ou em comunidade de modo integral e holístico. Sua atuação desenvolvida de forma autônoma ou em equipe, promove atividades de proteção da saúde e prevenção de doenças.

Fisioterapia

A Fisioterapia está voltada para o entendimento da estrutura e mecânica do corpo humano. Ela estuda, diagnostica, previne e trata os distúrbios, entre outros, da biomecânica e funcionalidade humana decorrentes de alterações de órgãos e sistemas humanos visando a reinserção bio-psico-social do paciente. O fisioterapeuta é capacitado a avaliar, reavaliar, prescrever (tratamento respiratório e motor), dar diagnóstico cinesiológio-funcional, prognóstico, intervenção, dentro de sua atuação multiprofissional assistencial. Contudo, reintegrar a pessoa à sociedade é nobre objetivo da atenção fisioterapêutica, após uma terapeutica resolutiva mediante o treinamento e adaptação dos pacientes às suas potencialidades.

Gastroenterologia

Gastroenterologia ou Gastrenterologia - (do grego gastro =estomâgo + entero = intestino), é a especialidade médica que se ocupa do estudo, diagnóstico e tratamento clínico das doenças do aparelho digestivo. Ou seja, os órgãos da boca ao ânus e aqueles associados à função digestiva como o fígado e o pâncreas. Tem como área de atuação endoscopia digestiva que serve como método diagnóstico e terapêutico importante de várias doenças: esofagites, gastrites, úlceras gástricas e duodenais, hepatites, colecistites, pancreatites, enterites e colites ou tumorais benignas como: pólipos adenomatosos, lipomas, fibromas ou tumorais malignas como: carcinomas, sarcomas e linfomas.

Nefrologia

É a especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento clínico das doenças do sistema urinário, em especial o rim. A urologia se ocupa do tratamento cirúrgico de tais doenças.

Nutrição

Orienta para hábitos alimentares saudáveis, emagrecimento, tratamento das dislipidemias (gorduras do sangue), do ácido úrico e problemas digestivos. O nutricionista analisa a condição alimentar e nutricional do paciente, orientando-o na mastigação correta, na escolha de alimentos adequados e na dieta, durante os primeiros meses do período pós-operatório, além de corrigir algumas transgressões que possam ocorrer e ainda avaliar a adaptação do paciente ao método cirúrgico e opinar sobre a indicação da técnica cirúrgica a ser utilizada. Sua participação é essencial para que a perda de peso ocorra de maneira eficaz e saudável, independente da técnica cirúrgica adotada.

Pneumologia

Se ocupa do estudo das doenças pulmonares e do trato respiratório. Dentre as principais patologias abordadas pela especialidade pode-se citar: asma, doença pulmonar obstrutiva crônica, enfisema pulmonar, beronquite crônica e apnéia do sono.

Psiquiatria e Psicologia

A psiquiatria e a psicologia têm o papel de auxiliar o candidato à cirurgia bariátrica a obter o melhor aproveitamento do tratamento indicado. A avaliação psiquiátrica têm a finalidade de detectar no pré-operatório recursos e riscos psíquicos, emocionais e sociais, que podem facilitar ou prejudicar a obtenção e manutenção de bons resultados terapêuticos.

Adotar ações preventivas na saúde emocional e adequar as expectativas do paciente e da família a realidade do tratamento e seus resultados são também responsabilidades da equipe de psiquiatria. O diagnostico de sofrimentos e doenças psíquicas, como por exemplo depressão e transtornos de ansiedade, tratar e/ou ajustar o tratamento às necessidades especiais demandadas pela cirurgia são outras intervenções da equipe de psiquiatria e psicologia.

Nossa equipe tem como objetivo analisar a realidade de cada paciente, ajudando-o a encontrar o melhor momento pessoal, emocional e físico para o procedimento, minimizando os riscos de complicações pós-cirurgicas buscando sempre os melhores resultados.

As equipes de psiquiatria e psicologia também auxiliam na integração e compreensão das interações entre equipe, paciente e sua família.

A cirurgia é um potente “instrumento facilitador” de mudança da condição de obesidade e síndrome metabólica a curto prazo. Entretanto, os benefícios a médio e longo prazo vão depender da mudança de hábitos e estilo de vida do paciente, sendo assim, a saúde psíquica/emocional têm um papel fundamental nesse processo e nossa equipe estará sempre disponível para auxiliar na conquista dos melhores resultados.